Formador de Richarlison, o  América-MG acompanha de perto as negociações entre Fluminense e Palmeiras pelo jogador. O Coelho ainda tem 20% dos direitos econômicos do atacante. O presidente do clube mineiro, Alencar da Silveira Júnior, disse que irá procurar pessoas ligadas à negociação.

– Irei procurar o Alexandre Mattos (diretor de futebol do Palmeiras, que começou no América-MG). O América-MG tem 20% e mais um percentual de clube formador.

Se os valores iniciais de R$ 40 milhões se confirmarem, o Coelho pode lucrar cerca de R$ 8,6 milhões com o atacante de 20 anos. A maior parte dos ganhos viria dos 20% dos direitos econômicos, que seguem vinculados ao clube mineiro. Mas, além disso, o Coelho tem direito a 1,5% dos valores pela Lei Pelé, que garante parte do dinheiro ao clube formador no caso de transferências nacionais.