Foto: Lucas Merçon - FFC

Desde 2018 como diretor de futebol do Fluminense, Paulo Angioni chegou ao clube na gestão Pedro Abad e se manteve na sucessão com o atual presidente Mário Bittencourt.

De lá pra cá, o experiente dirigente trabalhou com vários treinadores. Na lista estão: Abel Braga, Marcelo Oliveira, Fernando Diniz, Oswaldo de Oliveira, Odair Hellmann, Roger Machado, além de Marcão, auxiliar-técnico que dirigiu o clube em três ocasiões.

Em entrevista exclusiva ao portal GE, Angioni comentou os trabalhos de Odair e Marcão na temporada de 2020 e destacou que Hellmann era um crítico do Brasileirão por pontos corridos.


— O Odair ao passar por aqui conseguiu provar para mim, que era um crítico aos pontos corridos, pois entendia que só davam oportunidade aos clubes que faziam grandes investimentos, mas ele me mostrou que com pouco investimento e um time competitivo você podia chegar. Naquela temporada fizemos 64 pontos, 32 com o Odair e 32 com o Marcão, que também faz parte dessa construção, é de uma sabedoria extraordinária e respondeu nas três vezes em que foi solicitado.