1O balanço divulgado pelos 12 principais clubes brasileiros mostrou que, exceto o Flamengo, todos fecharam 2014 com déficit. Do outro lado, das 26 Federações, 15 15 terminaram 2014 com superávit, enquanto cinco tiveram déficit – seis entidades não publicaram os resultados financeiros no site da CBF.

O maior lucro foi o da FGF (Federação Gaúcha de Futebol): R$ 3.644.482,82. Em seguida, aparece a FGF (Federação Goiana de Futebol), com R$ 1.636.581,00, enquanto a FPF (Federação Pernambucana de Futebol), fecha o pódio, com R$ 1.306.002,00.

 


Confira os resultados de cada balanço de 2014:

Alagoas: não publicou o resultado do balanço
Sergipe: lucro de R$ 9.665,72
Tocantins: prejuízo de R$ 193.700,58
Pará: lucro de R$ 110.772,47
Pernambuco: lucro de R$ 1.306.002,00
Amazonas: lucro de R$ 71.910,84
Ceará: prejuízo de R$ 692.599,40
Acre: lucro de R$ 821.003,43
Paraná: lucro de R$ 685.865,55
Santa Catarina: lucro de R$ 237.931,00
Rondônia: lucro de R$ 243.824,00
Minas Gerais: lucro de R$ 912.505,00
Espírito Santo: prejuízo de R$ 120.920,75
Maranhão: lucro de R$ 58.842,90
São Paulo: lucro de R$ 669.000,00
Rio Grande do Sul: lucro de R$ 3.644.482,82
Paraíba: não publicou o resultado do balanço
Mato Grosso do Sul: prejuízo de R$ 34.241,39
Piauí: não publicou o resultado do balanço
Rio de Janeiro: lucro de R$ 1.006.478,12
Rio Grande do Norte: não publicou o resultado do balanço
Distrito Federal: prejuízo de R$ 164.061,81
Bahia: lucro de R$ 1.636.581,00
Roraima: não publicou o resultado do balanço
Goiás: lucro de R$ 1.019.060,70
Mato Grosso: não publicou o resultado do balanço


Sem comentários