Após demissão, Enderson desvenda o ocorrido antes do Fla-Flu

Após demissão, Enderson desvenda o ocorrido antes do Fla-Flu

(Foto: Nelson Perez - FFC)
(Foto: Nelson Perez – FFC)

Com hombridade, Enderson Moreira, mesmo demitido, foi até a área destinada a imprensa no Maracanã e atendeu aos jornalistas. Uma das perguntas foi sobre o que ocorreu antes do Fla-Flu do último dia 6. Ronaldinho Gaúcho seria banco de reservas, mas acabou não sendo relacionado e nem ficou no estádio. O treinador contou o que ocorreu.

– O Ronaldo, antes de qualquer coisa, antes de ser comunicado que iniciaria no banco, procurou o departamento médico e falou que não estava se sentindo bem, que estava com um incômodo na garganta. A questão de o Ronaldinho não jogar era minha e da comissão técnica. No momento do almoço ele estava reclamando da dor. Ficou no quarto. Foi para a preleção, veio para o estádio, estava no vestiário e nesse momento falou que não estava melhorando e que não se sentia em condições de participar do jogo. Foi isso que aconteceu. Tudo o que tem se falado é mentira. Não houve nenhum tipo de problema nesse sentido – explicou.


Sem comentários