Mário Bittencourt lembra que denúncia foi feita pela CBF
Mário Bittencourt lembra que denúncia foi feita pela CBF

Muito se falou por parte da mídia que o Fluminense, ao entrar como terceiro interessado no julgamento da Portuguesa, estava forçando uma virada de mesa ou tapetão. Mais uma vez tendo de rebater tais mentiras, Mário Bittencourt explicou a razão para o clube se capacitar a participar da sessão na Primeira Comissão Disciplinar do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD). Segundo o advogado tricolor, havia sim o interesse até para poder recorrer em caso de vitória da Lusa.

– Tinha que entrar porque era a única possibilidade que nos dava chance de apresentar algum recurso. Se a Portuguesa fosse absolvida, por exemplo, eles não iriam recorrer e a procuradoria poderia desistir de entrar com um recurso. Aí não poderíamos recorrer. Por isso o Fluminense se fez presente. Eu poderia ter feito isso até a hora do julgamento. Nem queríamos ter efeito surpresa. Entrei com o pedido duas antes e fomos admitidos. Poderiam entender que nós não poderíamos ser interessados, mas é uma questão clara. A Portuguesa perdendo quatro pontos terminaria atrás da gente e o Fluminense permaneceria na Primeira Divisão. Estão querendo transformar isso como se o Fluminense tivesse feito força ou participado. Foi uma denúncia de um processo administrativo da CBF. E a procuradoria do STJD entendeu que houve irregularidade, pois poderia não acolher a denúncia – comentou.

A Portuguesa perdeu quatro pontos no Campeonato Brasileiro por ter escalado Héverton na última rodada de maneira irregular, quando deveria cumprir suspensão.


Sem comentários