Depois de rescindir o contrato de Gustavo Scarpa com o Palmeiras e restituir seu vínculo com o Fluminense, a CBF questionou o Tribunal Regional do Trabalho (TRT) do Rio de Janeiro sobre como proceder em relação ao registro do atleta.

Em ofício enviado na segunda-feira, a entidade comunica o Tribunal sobre as alterações no Boletim Informativo Diário (BID), pergunta se elas são suficientes e quais outros passos deve tomar para atender a decisão que derrubou a liminar que o desvinculava do clube carioca.


O TRT-RJ oficiou a CBF antes mesmo de publicar a decisão – até terça, nem as partes tinham tido acesso ao teor integral.