CBF tenta levar ação da Portuguesa para o Rio e suspender liminar

CBF tenta levar ação da Portuguesa para o Rio e suspender liminar

CBF quer que apenas ministro Sidnei Beneti fique responsável por julgar os casos
CBF quer que apenas ministro Sidnei Beneti fique responsável por julgar os casos

A CBF tenta tirar de São Paulo o processo aberto pela Portuguesa para invalidar a decisão do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), que a puniu com quatro pontos ocasionando seu rebaixamento para a Segunda Divisão do Campeonato Brasileiro. A entidade acionou nesta terça-feira o Superior Tribunal de Justiça (STJ) pedindo que a ação seja julgada no Rio de Janeiro, como determinado em situações casos anteriores, nos quais torcedores se movimentaram.

De quebra, a CBF ainda pede para que o STJ suspenda todas as liminares e fixe a 2ª Vara do Rio, na Barra da Tijuca, como competente para julgar casos futuros.

Pelo conflito de competências, a entidade reguladora do futebol no país solicita que o ministro Sidnei Beneti seja o responsável por resolver a situação, pois já está tratando de outros casos.

A CBF acusa a Portuguesa de abuso de direito, junto a seus torcedores, pela enxurrada de ações de forma orquestrada.


Sem comentários