Direitos do Carioca em TV aberta seguem com a Record (Foto: Divulgação)

Em uma reunião na segunda-feira, na sede da Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro (Ferj), os clubes discutiram a proposta da Rede Globo para a compra dos direitos do Campeonato Carioca em pay-per-view (na TV aberta a transmissão segue com a Record). A oferta da emissora, no entanto, irritou os participantes que a consideraram “ridícula”.

Pela proposta, a Globo repassaria uma porcentagem na casa dos 7% das assinaturas do Premiere. Atualmente, o sistema tem 1,4 milhão de assinantes legalizados, o que daria cerca de R$ 5,8 milhões por mês de disputa. Como são três meses de competição, a Globo pagaria R$ 17,4 milhões (bem abaixo dos R$ 120 milhões que a emissora pagava pelo contrato até sua rescisão, em junho de 2020).

A emissora ainda pagaria um dinheiro em aberto pela rescisão do Estadual, que ainda não foi renegociada. Este valor está na casa dos R$ 30 milhões, mas apenas para os clubes grandes. Os pequenos ainda não discutiram isso com executivos da emissora.

Dirigentes de clubes pequenos falaram coma coluna “Notícias da TV”, hospedada no site Uol, afirmando que nenhuma agremiação ficou satisfeita.

— Foi um valor ridículo, o Estadual vale mais – disse um deles sob a condição de anonimato.