(Foto: Divulgação)

Além de Fluminense, Flamengo, Botafogo e Vasco, o Cariocão Betfair 22 terá outros oito clubes em disputa, completando os doze participantes. O portal GE fez um resumão de como chegam os 12 pequenos para a competição. Confira abaixo cada um deles:

Audax Rio

O Audax-RJ volta a disputar a Série A1 do Campeonato Carioca após oito anos. Em 2021, conquistou a Série A2 e garantiu o acesso para a elite do Cariocão. A equipe, que agora tem sede em Angra dos Reis, deve mandar seus jogos no estádio Jair Toscano. Contudo, como ainda está em reforma, a estreia, nesta quarta-feira (26), contra o Nova Iguaçu, será em Saquarema.



Sob o comando de Alex Alves, ex-atacante do Botafogo em 2004, o Audax chega com o meia Julinho (ex-Lusa de SP), o zagueiro Lucas Rocha, com passagens por clubes europeus e o atacante Anderson Lessa como destaques da equipe.

Bangu

O grande trunfo do time da zona oeste está no banco de reservas. Felipe, o Maestro, segue como treinador do Bangu, tentando dar ao time um pouco da qualidade que desfilava em campo na época de jogador de Vasco, Flamengo, entre muitos outros. O goleiro Paulo Henrique e o meia Roberto Baggio estão entre os destaques de um elenco sem nomes de peso.

Boavista

O técnico Leandrão, ex-centroavante de Vasco e Botafogo, comanda a equipe que tem mescla de jogadores oriundos da base e alguns experientes, como é o caso do lateral-direito Wellington Silva, ex- Flamengo e Fluminense, hoje com 33 anos.

O time de Bacaxá foi ao mercado e contratou Matheus Alessandro, ex-ponta do Fluminense. Em 2021, o jogador esteve no futebol europeu, no Alashkert, da Armênia.

Madureira

O comandante é Alfredo Sampaio, que acumula a terceira passagem pelo Tricolor Suburbano. O experiente treinador conta com 13 reforços: o centroavante Pipico, ex-Vasco, Guarani e Santa Cruz, é o mais balado deles. Os outros são os goleiros Dida e Milton Raphael, os zagueiros Lucas Adell, Edgar Silva e Gerson, os volantes Marino, Nonato e Henrique Luiz, os meias Marlinho e Diogo Carlos, além dos atacantes Erick Pulga e Hudson.

Nova Iguaçu

A maior aposta da Laranja é o atacante Samuel, de volta ao clube após sete anos. No dia 16, o Nova Iguaçu realizou um jogo-treino contra o Flamengo no Ninho do Urubu e a vitória por 4 a 3 teve três gols dele. A formação do elenco também passa pelo aproveitamento da base, com alguns nomes (Ewerton, João Pedro, Matheus Alves, Ezequiel) que estiveram na Copa São Paulo de Futebol Junior, quando foram eliminados na segunda fase pela Ferroviária nos pênaltis.

Portuguesa

Terceira colocada no último Carioca, a Portuguesa quer repetir a boa campanha. Para isso conta com o técnico Marcos Paulo Grippi, que ficou três anos na Caldense-MG. Outra novidade é o atacante Kenji Tanaka, de 20 anos, ex-Orlando City, dos Estados Unidos. Natural de Belém-PA, o jogador tem descendência japonesa.

Além do jovem reforço, o clube também acertou com os goleiros George e Carlão, o zagueiro Suéliton, os laterais Sanchez, Joazi e Leonan, os volantes Wellington Cezar, Jhonnatan e Victor Feitosa, e o atacante Junior Pirambu.

Resende

Sob o comando do técnico Sandro Sargentim, o clube tem entre os reforços o argentino Emanuel Biancucchi, de 33 anos, primo de Lionel Messi e que acumula passagens no Vasco, Bahia, Ceará e Vila Nova. O zagueiro Elenilson, de 24 anos, com passagens pelo Grêmio e Sport, e o veterano Raphael Macena, 32 anos, que chega para vestir a camisa 9, são outras novidades.

Além dos reforços, boas novidades ficam por conta de 10 jogadores que se destacaram pelo clube na disputa da Copa São Paulo de Futebol Júnior, em campanha que teve triunfo sobre o Corinthians. São eles o goleiro Matheus Salles, o lateral-esquerdo Douglas, os zagueiros Peixoto e Halls, os meio-campistas Índio, João Felipe, Medina e Brendon, além dos atacantes Bismarck e Léo Pedro.

Volta Redonda

Comandados por Neto Colucci, o time se prepara para novamente tentar chegar entre os quatro melhores da competição. No ano passado acabou eliminado pelo Flamengo na semifinal.