Como e o porquê Ganso, Nenê e Fred devem jogar juntos

Oi, pessoal.

Curta, mas não grossa porque escrevo à torcida do Fluminense e não à AntiFluPress.


Pense nos cinco melhores volantes que atuam no futebol brasileiro, é o meu primeiro pedido. De preferência, os mais feras em desarmes.

Enquanto você vai lembrando, um registro acerca da comparação ridícula do vascaíno Edmundo.

Vamos lá, torcida do Fluminense: o Cruzeiro não foi rebaixado por conta do time ser “velho”. Repetindo: o Cruzeiro não foi rebaixado por conta do time ser “velho”.

O time vivia num ambiente insustentável, entre denúncias, etc. Nada a ver com rendimento em campo. Aliás, o Cruzeiro era considerado o melhor time do Brasil – e tinha o melhor desempenho entre os numerólogos analíticos – até o final de maio.

Mais detalhes: sugiro reportagem do programa Fantástico, da TV Globo, disponível no YouTube que envolve até chefe de Torcida Organizada como credor dos gastos do clube mineiro.

Vamos lá, torcida do Fluminense, repita comigo: o Cruzeiro não foi rebaixado por conta do time ser “velho”…

Escolheram os cinco melhores volantes, feras no desarme? Acharam cinco? Confesso que com o futebol que jogamos aqui, tive dificuldades… Afinal, há 99,9% de transpiração e quase zero de inspiração no meio-campo da maioria dos times da Série A.

Agora, relembre quantas vezes volantes que são muito bons marcadores conseguiram desarmar, tirar a bola dos pés do “lento” Ganso e do “vovô” Nenê?

Dificilmente um volante que atua no Brasil, mesmo o Arão, um Felipe Melo, consegue, sem cometer falta, pois os camisa 10 e 77 do Fluminense escondem a bola e, dificilmente, a perdem, sem que sofram falta. Algo que não podemos dizer do Hudson, Henrique, Yago, Dodi…

Isso evita levar um contra-ataque, por exemplo. Além de irritar o adversário e dar respiro a defesa. É necessário que o trio atue no que chamam de 3° terço do campo, setor ofensivo. Fred? Bem, Fred é o homem do último toque e que ainda prende, sim, senhores, a dupla de zaga bem lá, ao lado dele.

Para eles terem respaldo e o time equilibrar inspiração com transpiração, Odair precisará quebrar aquela segunda linha de quatro. Não é possível que não se consiga arrumar o setor defensivo com SETE jogadores, no mínimo. Para tudo!

Fato é que o Fluminense não pode se dar o luxo de ter no banco um dos três e em campo o Yago Felipe, Digão, Gilberto, cheios de gás e vigor, produzindo um lance útil em cada 990 minutos.

Por fim… URGENTE! URGENTE! Subir e usar o André ou contratar um 1° volante ágil e que saiba se posicionar, desarmar e passar; além de um lateral direito e outro esquerdo, porque um cenário com Igor Julião e Orinho pelas laterais soa nível Série D.

Se rolarem reforços nessas três posições, então, rumo ao penta! (risos).