Foto: Photocamera
Foto: Photocamera

Walter entrou no segundo tempo do clássico com o Botafogo no lugar de Cícero. A mudança pegou muitos de surpresa. A partir da substituição, o rival fez dois gols e venceu o jogo. O técnico do Fluminense, Cristóvão Borges, explica a alteração.


– O Walter entrou, o Fluminense levou dois gols. Mas ficou na cara do Jefferson quatro vezes. A ideia era essa. Que tivéssemos mais presença na área e pudéssemos ter mais oportunidades na frente. Queríamos definir com mais eficiência. Talvez, tivéssemos maior sorte – disse.


Sem comentários