É tradição no domingo de Páscoa presentar amigos e entes queridos com chocolates. Já no futebol, o termo “chocolate” também é designado para remeter a vitórias com larga diferença de gols, as chamadas goleadas. Por isso, o portal Lancenet reuniu os maiores chocolates do Fluminense no século XXI. Relembre:

Palmeiras 2 x 6 Fluminense – 7 de novembro de 2001 (Parque Antártica)

Roger (duas vezes, sendo um olímpico), Sidnei, Magno Alves, duas vezes, e Roni fizeram para o Tricolor. Pedrinho fez um de honra para o Verdão.

América-RJ 0 x 8 Fluminense – 27 de janeiro de 2002 (Giulite Coutinho)

César, Paulo César, Magno Alves, duas vezes, Roger, em três oportunidades, e Flávio fizeram para o Tricolor na maior goleada do Flu neste século.

Fluminense 7 x 1 Juventude – 27 de outubro de 2004 (Raulino de Oliveira)

Rodrigo Tiuí, autor de três gols, foi o principal personagem da partida. Além dele, Alessandro e Roger marcaram dois gols cada e fecharam a goleada; Lopes descontou para a equipe gaúcha.

Cruzeiro 2 x 6 Fluminense – 7 de setembro de 2005 (Mineirão)

Dejan Petkovic e Gabriel, autores de dois gols cada, Beto e Tuta marcaram na goleada tricolor sobre a Raposa no Mineirão. Kelly e Wagner descontaram para o time da casa.

Fluminense 6 x 0 Arsenal-ARG – 5 de março de 2008 (Maracanã)

Sem dificuldades, a equipe comandada por Renato Gaúcho construiu o placar elástico graças a gols de Thiago Neves, de falta, Dodô, duas vezes, Gabriel, Washington e Cícero, sua estreia na Libertadores daquele ano atuando em casa.