Vice de marketing vê uso político do Flu Memória (Foto: Jonathan Christian/NETFLU)

O Fluminense estreará em Edson Passos, sua casa no Brasileirão deste ano, no dia 2 de julho, no duelo com o Coritiba, pela 13ª rodada. Ainda não há informações de valores de ingressos, mas a direção quer que o estádio esteja lotado ou próximo disso. Logo, a ideia é praticar preços módicos.

– A gente vai avaliar. Nossa intenção é que façamos um planejamento legal para ter um jogo com lotação grande e transformar Edson Passos num caldeirão do Fluminense porque a torcida está sentindo falta de assistir o time perto. É a oportunidade que temos de fazer a torcida estar junto do time e abraçá-lo. Temos de medir direitinho. Queremos retorno financeiro, mas, principalmente, precisamos do apoio do torcedor. Essa mudança para Edson Passos foi feita para que o torcedor esteja próximo do time, senão continuaríamos em Volta Redonda. A intenção é de aproximar a torcida, então não teria sentido colocar o ingresso lá em cima para assustá-la – explicou ao NETFLU, o vice de marketing tricolor, Leonardo Lemos.

O site número 1 da torcida tricolor apurou que os preços devem ficar entre R$ 40 e R$ 50, portanto, R$ 20 ou R$ 25 a meia entrada. Sócio-futebol paga metade do preço.