Pedro Antônio diz que Adidas não confia no potencial (Foto: Bruno Haddad - FFC)
Pedro Antônio diz que Adidas não confia no potencial (Foto: Bruno Haddad – FFC)

Paulo Brito

Na última semana, uma entrevista do presidente da patrocinadora do Fluminense, Neville Proa, falando sobre as dificuldades do mercado e dando a entender que pode sair de cena, ano que vem, deixou alguns torcedores apreensivos. Pouco depois, em entrevista exclusiva para o NETFLU, o vice de projetos especiais, Pedro Antônio, garantiu que a Viton 44 continuaria no Flu.

Entendendo que o Tricolor é o maior chamariz da empresa de bebidas, Pedro Antônio voltou a destacar as vantagens do Time de Guerreiros para o patrocinador, se comparado com outros clubes. Além disso, ele criticou a “pouca confiança” da Adidas no potencial da instituição.

– De todas as posições que ele tem hoje de camisa, disparado o Fluminense é o melhor, porque ele é o patrocinador master. Por ser o patrocinador master, camisas estão sendo vendidas com o logo dele publicado, o que é diferente quando é na manga. A Adidas, infelizmente, não acredita nela mesma e produz pouco. Não consegui comprar uma camisa, no Barra Shopping, nem a tricolor, nem outra nova. O patrocinador tem uma exposição e outdoors ambulantes.

Gozando de muita confiança junto ao Neville Proa, Pedro Antônio lembrou ainda que grandes empresários sempre conseguem a bonança após a tempestade, ao comentar o cenário econômico atual do Brasil.

– Ele é empreendedor e a gente conversa muito sobre isso (o mercado). É um desabafo dele (dizer que pode não continuar no Flu). Ele é uma pessoa que pulverizou investimentos em geral. Ele está em tudo quanto é lugar. Se ele fizer uma redução (com relação ao mercado no geral), é natural. Está expondo inclusive em praças que não produzem o produto. Na minha visão, os melhores momentos que passei na minha vida de ganhos significativos foi em cima de todas as crises. Em casa crise em que a economia parava, consegui ter sucesso empresarial, exatamente na contramão da opinião pública. Enquanto os outros reclamavam, sofriam, paravam, eu encontrava a oportunidade de fazer oportunidade e marketing. Conhecendo o Neville como conheço, ele saberá aproveitar essa oportunidade – concluiu.


Sem comentários