Drubscky: “Não se mede a qualidade do trabalho pelas vitórias”

Drubscky: “Não se mede a qualidade do trabalho pelas vitórias”

Foto: Bruno Haddad/Fluminense F.C
Foto: Bruno Haddad/Fluminense F.C

A alta rotatividade dos treinadores do Brasil incomoda Ricardo Drubscky. O novo comandante do Fluminense crê que é preciso modificar o panorama  e a cultura do futebol-resultado no país. Ele sugere um debate amplo sobre o tema.

– No futebol, nós sofremos essa pressão mesmo e temos nossa parcela de responsabilidade neste contexto. Sou contra. Acho que temos de reverter esse quadro. Precisamos dar mais tempo. Não se mede a qualidade do trabalho pelas vitórias. É pelo que se faz no dia a dia. Nem sempre as vitórias vêm rapidamente. Treinadores, dirigentes, mídia especializada. Todos precisávamos debater isso de uma maneira mais ampla – convoca o técnico.


Sem comentários