Eduardo Baptista conta como foi transição na carreira

Eduardo Baptista conta como foi transição na carreira

(Foto: Nelson Perez - FFC)
(Foto: Nelson Perez – FFC)

Preparador físico, Eduardo Baptista assumiu sua primeira equipe profissional em fevereiro de 2014. Dirigiu o Sport e teve bom desempenho. Um ano e nove meses depois, foi convidado para comandar o primeiro grande clube da carreira, o Fluminense, e revela como foi a transição.

– Trabalhei com meu pai (Nelsinho Baptista) por dez anos. É um cara extremamente estudioso, perfeccionista. Um cara que me deu rumo a vida toda. Estudei preparação física porque ele me indicou, prometeu que íamos trabalhar juntos. Fiz mestrado, iniciei um doutorado. Só fui trabalhar com ele no Flamengo em 2003, ele judiou um pouco de mim (risos), não dava chances, mas depois vi que estava certo. Ali, entendi que tinha que estar preparado para isso. Era o preparador e participava de decisões táticas. Quando saí do Japão, falou para seguir o caminho e para estudar mais – contou.


Sem comentários