Na noite desta quarta-feira, o Fluminense foi a Belo Horizonte enfrentar o Cruzeiro, no Mineirão, pela 5ª rodada do Campeonato Brasileiro. Sem ser brilhante, mas com muita eficiência, o Tricolor aproveitou melhor as oportunidades criadas e bateu o adversário por 2 a 0, ficando com dois a menos no final e suportando a pressão. Paulo Henrique Ganso e Germán Cano marcaram os gols tricolores. Com o resultado, o Time de Guerreiros vai a 10 pontos e volta ao G4.

O JOGO


A partida começou truncada logo de início. O Fluminense tentou impor seu toque de bola para envolver o Cruzeiro, que por sua vez subia a marcação e tentava roubá-la para encaixar as transições em velocidade. As estratégias eram claras, mas demorou a sair a primeira chance de real perigo. Em erro na saída, Cano recebeu aos 28′, bateu da entrada da área e Rafael Cabral fez boa defesa.

Apesar de ter mais a bola, o Tricolor tinha muita dificuldade em agredir o gol adversário. O Cruzeiro fazia boa marcação e não dava espaços. Se não dava tocando, a bola parada resolveu. E foi chorado que só… Em bate rebate dentro da área, Cano acertou a trave, o zagueiro tirou em cima da linha o rebote de Lima, e Ganso, na terceira tentativa, estufou as redes para fazer 1 a 0 para o Fluzão no fim da primeira etapa.

No segundo tempo, a Raposa tentou sair mais para o jogo e colocar pressão no princípio. Mas nem deu muito tempo para o time da casa sonhar. Em bela jogada pelo lado direito, Guga, Arias e Ganso tabelaram e o lateral cruzou perfeitamente na cabeça de Cano, que escorou para fazer o segundo: 2 a 0. Com a vantagem ampliada, o Flu ficou ainda mais confortável. Os mineiros, foram para o tudo ou nada.

Aos 30′, o árbitro viu pênalti de Manoel em lance duvidoso. Por reclamação, André acabou expulso no lance. Na primeira cobrança, Fábio defendeu, mas se adiantou. Na segunda tentativa, Bruno Rodrigues foi para a bola de novo e isolou, para delírio dos tricolores no Mineirão. Os minutos finais foram de pressão cruzeirense.

Com dois a menos, já que Alexsander saiu sentindo e não havia mais substituições, o Flu se segurou para garantir o resultado importante para subir na tabela. O Time de Guerreiros entrou em campo com: Fábio; Guga, Nino, Felipe Melo (Manoel 23’/2ºT) e Marcelo (Thiago Santos 23’/2ºT); André, Alexsander, Lima e Paulo Henrique Ganso (Lelê 36’/2ºT); Arias (Jhon Arias 45’/2ºT) e Cano (David Braz 36’/2ºT).