Numa partida de pouca inspiração, o Fluminense empatou por 1 a 1 com o Fortaleza, neste domingo, no Castelão, pela quinta rodada do Campeonato Brasileiro. Caio Paulista fez o gol tricolor com assistência de Nino e Robson deixou tudo igual. O Flu foi a nove pontos e deixou de igualar com o Bragantino na liderança.

Fortaleza e Fluminense fizeram um primeiro tempo de baixíssimo nível técnico. Em casa, o time cearense ficava mais bom a bola, mas nada de produtivo fazia com ela. A equipe tricolor, muito estática, era previsível e fácil de ser neutralizada.

Os laterais do Flu pouco atacavam e Caio Paulista, aberto pela direita, era o que mais tentava na base das jogadas individuais. Na prática, o duelo foi para o intervalo sem que qualquer goleiro tivesse de fazer intervenções. A melhor chance tricolor foi numa falta perto da área. Os zagueiros avançaram esperando o cruzamento, mas Nenê, apagado na criação, tentou mandar direto no gol e chutou por cima.

Sem mudar as peças, o Fluminense voltou para o segundo tempo com uma nova atitude. Procurava colocar a bola no chão e agredir mais os mandantes. A recompensa veio até cedo. Em cobrança de escanteio de Nenê, Nino desviou no primeiro pau e Caio Paulista entrou bem para empurrar no barbante: 1 a 0 merecido.

A vantagem, no entanto, demorou pouco. O Fortaleza, tal qual o Flu, conseguiu marcar em sua primeira chance real. Yago Pikachu cruzou rasteiro e Robson chegou completando.

Depois disso, o jogo voltou a ficar bem “murrinha”. Pouquíssima inspiração de ambos os lados e o Fortaleza ligeiramente mais valente. O técnico Roger Machado fez, até os 35 minutos, todas as substituições (ficha técnica abaixo) na tentativa de dar fôlego novo à equipe. Na prática, pouco acrescentou e o empate foi inevitável.

O Flu volta a campo na próxima quarta, contra o Atlético-GO, no Antônio Accioly.

O Fluminense jogou com: Marcos Felipe, Calegari, Nino, Luccas Claro e Egídio; Martinelli, André (Wellington, 27′ do 2ºT) e Nenê (Luiz Henrique, 35′ do 2ºT); Caio Paulista (Kayky, 35′ do 2ºT), Gabriel Teixeira (Cazares, 28′ do 2ºT) e Fred (Abel Hernández, 29′ do 2ºT).