(Foto: Mailson Santana/FFC)

O volante Jefferson Orejuela deve ter um destino diferente em 2019. Fora dos planos do Fluminense, o jogador deve ser negociado com outro clube e não com a LDU (EQU). De acordo com o empresário José Chamarro, os problemas financeiros vividos pela equipe de Quito, que deseja a redução do salário, dificultam o acerto.

Segundo o empresário, o volante foi sondado por clubes da Argentina, Brasil, Equador e México. O Emelec (EQU) fez uma proposta ‘vantajosa’ ao Fluminense por Orejuela, mas as conversas só vão andar após resolver a questão com a LDU (EQU), que tem prioridade na negociação.

– O Orejuela precisa entrar em um acordo salarial com a LDU. Se isso não acontecer, teremos de procurar outro clube. Os dirigentes querem reduzir o salário, enquanto o jogador deseja uma valorização financeira. Acho que temos como chegar a um meio termo. O Emelec fez uma proposta muito boa para ele, mas o Orejuela só volta a conversar após encerrar as negociações com a Liga. Além disso, o Emelec encaminhou uma proposta oficial ao Fluminense. O próximo passo depende deles – disse ao Esporte 24 Horas.

Além da LDU (EQU) e Emelec (EQU), o Boca Juniors (ARG), atual vice-campeão da Copa Libertadores, deseja a contratação do volante tricolor, mas ainda não realizou nenhuma proposta, assim como os mexicanos Tijuana (MEX) e Puebla (MEX). O empresário José Chamorro também revelou que Athletico-PR e Goiás mostraram interesse.

– O Athletico-PR, que foi campeão da Copa Sul-Americana, demonstrou interesse em contratá-lo por empréstimo. Tivemos uma conversa, mas depois disso os dirigentes não nos procuraram mais. Não sei dizer se houve uma conversa oficial com o Fluminense. O outro clube foi o Goiás, mas esse ficou apenas no campo da hipótese. Apenas sondagem mesmo. Além disso, o Orejuela foi sondado por dois clubes do México. Puebla e Tijuana não formalizaram nada. Apenas conversaram comigo sobre a situação do atleta – revelou.

O Fluminense vê com bons olhos a venda de Orejuela para resolver pendências financeiras. O jogador foi um dos destaques da LDU (EQU) na conquista do título equatoriano. Porém, caso não haja acordo com nenhum clube, o empresário garantiu que ele retornará ao Brasil e se reapresentará ao Flu em janeiro.

– Ele teve problemas de adaptação no Fluminense, sentiu falta da família e de seu país. Isso é normal quando um estrangeiro chega em outro país. Embora tenha sido acolhido pelo grupo, o Orejuela não conseguiu desenvolver bem o seu futebol. Além disso, perdeu espaço na seleção equatoriana. Isso o fez perder um pouco a motivação. Caso um clube não demonstre interesse em adquirir os direitos do Orejuela, o jogador terá de se reapresentar no início de janeiro ao Fluminense – concluiu.