Agente diz que proposta do Fluminense era quase irrecusável (Foto: Mailson Santana - FFC)

Daniel deixou o Fluminense e já foi anunciado pelo Bahia. Porém, a diretoria tentou tudo que tinha a seu alcance para manter o jogador. Quem revela é o próprio empresário do apoiador, Márcio Bittencourt. De acordo com o agente, o Tricolor apresentou uma excelente proposta,,mas o meia já estava decidido a trocar de clube.

— O Daniel, primeiro fica aqui o meu agradecimento ao Mário Bittencourt (presidente) e ao Paulo Angioni (diretor de futebol), a quem ele tem uma gratidão eterna. Quando voltou do empréstimo do Oeste, foi o Angioni que o bancou sua permanência, pois ele não era unanimidade no clube. O Fernando Diniz gostava do futebol dele e o Angioni bancou. O Mário pegou o Fluminense em julho. Assim que entrou, tentou tratar a renovação, fez todos os esforços. Na última terça-feira, tivemos uma reunião. Eles fizeram uma proposta quase que irrecusável. Mas a cabeça do Daniel já estava de sair e procurar um outro grande clube como o Fluminense. Recebemos propostas de outros dois grandes clubes, do tamanho de Fluminense e Bahia, até em momento esportivo melhor. Ele queria se sentir valorizado também em um clube no qual ele não é da casa. O Bahia também há quatro anos não atrasa salário. Tem o Roger Machado, com um modelo de jogo que ele se encaixa bem. Não foi a diretoria. Sem demagogia. A diretoria fez todos os esforços. Na terça, de manhã, recebemos a melhor proposta financeira de todas, um projeto sério, de três anos. Ele quis sair por um projeto pessoal para a sequência de sua carreira – justificou.