Brasileiro: Esporte Interativo avança em acordo e tem Flu próximo

Brasileiro: Esporte Interativo avança em acordo e tem Flu próximo

Proposta
Proposta da TV é de R$ 600 milhões e tem até cláusula “anti-Corinthians”

O Esporte Interativo se reuniu recentemente com clubes e avançou na sua intenção de adquirir os direitos de transmissão fechada do Campeonato Brasileiro entre os anos de 2019 e 2024. Entre os clubes mais próximos a um acordo com esta rede de TV está o Fluminense. Além do Tricolor, Grêmio, Inter, Santos, Coritiba, Atlético-PR e Bahia também têm negociações avançadas.

Na proposta, o valor a ser pago é de R$ 600 milhões, com uma divisão entre os clubes mai parecida com a da Premier League (da Inglaterra). Há também uma espécie de cláusula “anti-Corinthians”, para evitar a concentração da transmissão de jogos de apenas um time na televisão. Flamengo e São Paulo chegaram já ao fim do encontro, mas podem reforçar o bloco. Se esses dois entrarem, o EI ganha ainda mais força para ficar com o Brasileiro. O Sport já está fechado com a Rede Globo, que também tem Corinthians, Vasco e Botafogo apalavrados.

Na divisão, tendo como exemplo a Liga Inglesa, seriam 50% de maneira igualitária, com mais 25% pelo critério técnico e outros 25% baseados na audiência. Há um entendimento que o atual modelo com a Rede Globo está desgastado.

Outros tópicos também foram debatidos, como o fim das partidas às 22h, número de jogos transmitidos por rodada, maior poder de decisão por parte dos clubes e a redução da distância entre os que têm maior número de partidas televisionadas com os demais.

Há a expectativa que acordos com o Esporte Interativo já podem ser fechados em cerca de duas semanas. Alguns dos clubes, no entanto, por força de estatutos, precisam de aprovação de seus respectivos conselhos deliberativos, o que pode fazer o acerto demorar um pouco mais. O Fluminense está fechado com a Globo até 2018, assim como Corinthians, São Paulo, Palmeiras, Santos, Flamengo, Vasco, Botafogo, Grêmio, Inter, Atlético-MG, Cruzeiro Coritiba, Atlético-PR, Goiás, Bahia, Vitória e Sport.


Sem comentários