(Foto: Nelson Perez - FFC)

O Fluminense segue reforçando o elenco para o decorrer da temporada. No último mês, os atacantes Kelvin, Ewandro e Guilherme foram anunciados oficialmente para melhorar as opções no setor ofensivo. Outras 14 peças foram contratadas ao longo da temporada para se juntar ao elenco. No meio disso, três jogadores não treinam no mesmo campo que o plantel verde, branco e grená: o zagueiro Nogueira e os atacantes Felipe e Luís Felipe.

Aguardando oportunidade para serem negociados, seja por empréstimo ou em definitivos, os atletas trabalham num campo paralelo do Centro de Treinamentos Pedro Antônio Ribeiro, na Barra da Tijuca. Fernando Diniz não pensa em contar com eles.

Titular em toda a temporada, contando Catarinense, Copa do Brasil e Série B, o zagueiro Nogueira atuou em 43 jogos e marcou cinco gols em 2018 pelo Figueirense. Houve uma tentativa do clube em mantê-lo, numa negociação que envolvia a dívida do Flu em relação ao atacante Robinho. Não houve acerto, porém. O contrato do atleta, em tese, terminou no fim de abril, mas ele segue treinando.

Já o atacante Luís Felipe, que estava no Internacional, assinou contrato de uma temporada no início deste ano. Aos 21 anos, chegou ao Fluminense após ser bem avaliado pelo departamento de scout do clube. O atacante é parte do projeto de transição e maturação de jogadores.

Por fim, o atacante Felipe, revelado pelas categorias de base do Time de Guerreiros, encantou o técnico Abel Braga há duas temporadas. Teve a chance de entrar numa partida, ano passado, mas se machucou depois e nunca mais foi aproveitado.