Em entrevista ao Uol, o polêmico Walter recordou a briga que teve com o goleiro Kléver em um treinamento no Fluminense. Em 2014, o dois, de “pavio curto”, se estranharam e chegaram às vias de fato.

– Foi no rachão. Ele estava puto porque estava tomando gol. Mas goleiro, quando está no ‘dois toques’ (tipo de treino), não tem como não levar gol. E começou a chutar a bola para cima. Eu falei: “Kléver, se você não quer treinar, faz que nem o Diego Cavalieri e fica dando volta no campo’. Porque o Diego Cavalieri não joga o rachão. ‘Faz igualzinho a ele, pô. Aí você não leva gol’. Foi no campo, para pegar no pé dele. Só que o negão veio puto. Quando acabou o treino, ele falou: ‘O que foi, Walter?’. E eu também não tenho cabeça, sou esquentado. Respondi: ‘O que é que foi o quê?’. Aí fui correndo e dei uma pezada nele. Ele pegou e me puxou. Foi uma vergonha porque foi para o Brasil todo. Lá no Fluminense qualquer coisinha vai para o Brasil todo. Nas Laranjeiras, a imprensa pode entrar a qualquer momento. Não tem treino fechado. E pegaram aquela imagem. Mas é um amigo meu. Foi um acidente lá do treino mesmo. Ele é meio esquentado e eu também sou. A gente brigou, mas cheguei aqui e é um amigo meu – relembrou Walter.

Hoje, atacante e goleiro jogam na mesma equipe, o virtual rebaixado para a Série B, Atlético-GO.