Simoni diz que é melhor exagerar agora do que contar corpos depois

Uma situação complicada para todos exige medidas drásticas. A pandemia do coronavírus chegou ao Brasil e é urgente que a população se cuide. Em entrevista exclusiva ao NETFLU, o ex-coordenador médico do Fluminense mandou uma mensagem a torcedores e também jogadores tricolores.

Ele pede que todos cumpram à risca as orientações de segurança para evitar o contágio da doença.

– A minha mensagem é primeiro pensando na saúde das pessoas. Sigam as orientações do Ministério de Saúde. Lavem as mãos várias vezes por dia, não se aproximem das pessoas de idade, não levem seus filhos pequenos para darem abraço e beijo no vovô e na vovó, porque os pequenos portam o vírus sem ter sintomas. Os mais velhos têm que ficar preservados, isolados até esse vírus ser controlado. É melhor usar o Whatsapp, câmera, tudo, menos contato físico. É melhor a gente concluir no futuro que foi um exagero do que ficar contando corpo como acontece na Itália. Então, o meu conselho para a torcida, os jogadores, meus amigos que estão na comissão técnica do Flu é: se isolem! É um momento de preservar a vida. Se depois concluir que foi muito, ótimo. Mas é melhor pecar pelo excesso. Se esse cuidado salvar muita gente, vai ter valido a pena. Estamos diante de uma coisa diferente, mas que vai melhorar. Não há dúvidas de que vão aparecer medicamentos eficientes, vacinas… então, o meu conselho é que cuidem principalmente dos mais velhos. E a forma de cuidar deles é ficando de longe, não de perto. Esse é o meu conselho para as pessoas – disse.