(Foto: Marcelo Gonçalves - FFC)

Foram necessários apenas três jogos nos profissionais para o jovem Felipe Andrade cair nas graças do treinador do Fluminense, Fernando Diniz. Zagueiro de origem, mas com desenvoltura pelo flanco esquerdo, o capitão do time sub-20 ganhou moral, ultrapassando outros nomes da base na linha de preferência.

O NETFLU apurou que o jovem, que só foi relacionado devido a diversas lesões e desfalques na zaga e na ala esquerda, surpreendeu a comissão técnica positivamente. Não se sabia se o atleta responderia tão bem como nos treinamentos, o que acabou acontecendo.

 
 
 

Tranquilo, o jogador vem encarando a responsabilidade de forma serena. Ele já superou Isaac e Arthur como nomes possíveis de serem utilizados em partidas do Time de Guerreiros, mesmo com o retorno de alguns nomes da defesa e da lateral esquerda.

O Fluminense volta a campo neste fim de semana, diante do São Paulo, pelo Campeonato Brasileiro. A equipe se classificou em primeiro de seu grupo da Libertadores da América, com 10 pontos, deixando o River Plate (ARG) em segundo lugar.