(Foto: Twitter oficial do Fluminense)

O cara. Pelo menos assim é visto internamente Felipe Melo. Foi ele o “porta-voz” tanto para defender o ambiente do clube na polêmica envolvendo Marcelo quanto para conversar com os torcedores no protesto na porta do CT. Também apareceu para criticar a Conmebol pelos casos de racismo e as vaias da própria torcida. Deu declarações provocando Flamengo e River Plate (ARG).

Em análise do portal GE, não é só com posicionamentos fora das quatro linhas que Felipe Melo vem chamando a atenção. O jogador se firmou como titular absoluto na zaga ao lado de Nino e deu a volta por cima após sofrer com críticas no ano passado


Na última terça-feira, no empate em 1 a 1 com o Sporting Cristal, do Peru, jogo que valeu a classificação para as oitavas de final da Libertadores, Felipe Melo foi um dos melhores em campo. E ele também já vinha bem nas partidas anteriores, como por exemplo contra o River Plate na Argentina, apesar da derrota por 2 a 0, quando foi o melhor do time.

2023 (26 jogos)

  • Rebatidas: 77 (2,9 média)
  • Passes certos: 948 (36,4 média)
  • Passes errados: 87 (3,3 média)
  • Desarmes: 21 (0,8 média)
  • Faltas: 19 (0,7 média)
  • Cartões Amarelos: 6 (4,3 média)
  • Cartões vermelhos: 2 (0,07 média)

2022* (24 jogos)

*Números pela Série A.

  • Rebatidas: 5 (0,20 média)
  • Passes certos: 387 (16,1 média)
  • Passes errados: 53 (2,2 média)
  • Desarmes: 12 (0,5 média)
  • Faltas: 15 (0,6 média)
  • Cartões Amarelos: 6 (0,25 média)
  • Cartões vermelhos: 0 (0 média)