Flu exige que profissionais de Xerém tenham diploma universitário

Flu exige que profissionais de Xerém tenham diploma universitário

Garotada tricolor: promessas do clube

Para um profissional trabalhar nas categorias de base do Fluminense é necessário formação acadêmica. O gerente geral de Xerém, Fernando Simone, explica a filosofia implantada no clube.

– Tem que explicar as coisas. Não temos nenhum problema com os boleiros. Inclusive o Edevaldo (ex-lateral do Flu) trabalha aqui como auxiliar técnico da categoria júnior. Além de ser ex-jogador, tem formação universitária. O conhecimento não pode ser apenas empírico, mas também é necessário que seja acadêmico, até porque nosso trabalho é de formação de atletas – argumentou.

O dirigente fez questão de classificar os currículos dos profissionais que atuam no Centro de Treinamento Vale das Laranjeiras.
– Nossos fisiologistas têm doutorado em filosofia. Meus supervisores são professores de educação física, assim como meu coordenador técnico, que ministra cursos na CBF para treinadores – disse Simone.