Foto: Divulgação - Ari Ferreira/RBB

Ao contrário do que foi informado pelo portal GE na tarde desta sexta-feira, o Fluminense não irá lucrar com a venda do jovem Bruno Praxedes para o Red Bull Bragantino por opção do próprio clube. Foi divulgada uma errata pelo site corrigindo a informação publicada.

Explica-se: O Tricolor preferiu não receber os quase R$ 4 milhões que teria direito (R$ 3,7 milhões) pela negociação e decidiu manter os 10% que detém dos direitos federativos do atleta, de olho em uma nova venda futura para o mercado europeu.

Dessa forma, caso o jogador seja vendido por um valor maior pelo clube paulista a alguma agremiação do exterior, o Fluminense terá direito a 10% desse montante. O Bragantino comprou o atleta do Internacional por 6 milhões de euros (aproximadamente R$ 37 milhões).