(Foto: Reprodução)

De acordo com os jornalistas Renan Moura, da Rádio Globo/CBN, e Gabriel Reis, do canal “Paparazzo Rubro-Negro”, alguns clubes, entre eles Fluminense e Flamengo, encabeçam um dossiê para proibir os gramados sintéticos do futebol brasileiro. 

Ainda segundo os comunicadores, há uma “força-tarefa” dos clubes envolvidos para dar início a tal proibição, prevista para a temporada de 2025 ou de 2026, já que não há tempo o suficiente para ocorrer no próximo ano. 


Vale lembrar que há equipes que atuam em estádios de grama artificial no Brasil, como o Palmeiras, no Allianz Parque, Botafogo, no Engenhão, e Athletico-PR, na Ligga Arena. Este dossiê detalha pontos negativos do gramado sintético, alegando, por exemplo, que jogadores de ponta não atuam em gramados artificiais. Para haver a proibição, a maioria dos clubes e a CBF têm que aprovar.