Com golaço e muita aplicação, Flu vence o São Paulo

Com golaço e muita aplicação, Flu vence o São Paulo

De cabeça, Fred fez o primeiro gol do Fluminense (Foto: Nelson Perez - FFC)
De cabeça, Fred fez o primeiro gol do Fluminense (Foto: Nelson Perez – FFC)

Por Rodrigo Mendes

Sem ser brilhante, o Fluminense  fez o suficiente para sair do Maracanã, na noite desta quarta-feira, com a vitória diante do São Paulo. O Tricolor, com gols de Fred e Marcos Júnior, venceu por 2 a 0, chegou aos 40 pontos e respirou no Campeonato Brasileiro. A zona de rebaixamento agora ficou bem mais distante (apesar de ainda ser uma possibilidade remota). Assim, pode ter uma tranquilidade maior e focar na briga pelo título da Copa do Brasil.

No intuito de encurralar o São Paulo em seu campo de defesa, o Fluminense começou o jogo marcando por pressão. O adversário tinha muita dificuldade de sair com a bola dominada. A postura era até boa, só que faltava um pouco de ímpeto ao Tricolor carioca na hora de atacar e resolver. Tímidos, os laterais pouco apoiavam e os meias eram facilmente marcados.

Já o São Paulo também era para lá de previsível. Sem saída, conseguiu ameaçar numa única oportunidade em todo o primeiro tempo no talento de Paulo Henrique Ganso. O apoiador recebeu cruzamento e, mesmo com pouco espaço, acertou chute colocado no travessão de Diego Cavalieri.

Na prática o jogo era bem pobre tecnicamente. As duas equipes apresentavam poucas alternativas. Só que quem tem Fred tem gol. Em cobrança de escanteio de Gustavo Scarpa, o matador tricolor cabeceou com precisão no canto de Rogério Ceni para deixar o Fluzão em vantagem.

Quando voltou para o segundo tempo, o Fluminense fez dois golaços. O primeiro foi de Eduardo Baptista, ao tirar o improdutivo Gerson e dar chance a Vinícius. Em apenas três minutos ele se mostrou mais útil que a joia tricolor, puxando contra-ataques e boas jogadas. O segundo foi de Marcos Júnior. O atacante recebeu passe do meia recém-lançado no jogo, livrou-se bem da marcação e tocou com categoria, de perna esquerda, no ângulo de Rogério Ceni. Uma pintura no Maracanã.

Em desvantagem de dois gols no placar, o São Paulo passou a sair mais para o jogo e ameaçar. Luis Fabiano acertou a trave de cabeça. Pato, logo depois, bateu com perigo. O camisa 9 são-paulino ainda chegou a mandar bola na rede após matar com o braço e ter o lance corretamente invalidado. Conforme o tempo foi passando, o Fluminense se limitou a controlar o jogo para garantir a vitória e o alívio na tabela do Brasileirão.

O Fluminense jogou com: Diego Cavalieri, Higor, Gum, Marlon e Breno Lopes; Jean, Cícero, Marcos Júnior, Gerson (Vinícius) e Gustavo Scarpa; Fred (Wellington Paulista.


Sem comentários