(Foto: Lucas Merçon - FFC)

A diretoria do Fluminense pagou, na última segunda-feira, 30% do salário CLT de setembro de jogadores e funcionários do clube. Assim, ficam em aberto 70% restantes, assim como os valores integrais de outubro. Com os atletas que recebem direitos de imagem, faltam agosto, setembro e outubro.

No Flu, a prioridade é acertar a dívida com todos até o fim deste ano. Pelo combinado quando houve redução salarial (durante a paralisação por conta da pandemia do novo coronavírus), o clube precisa fechar 2020 com os salários em dia, sob o risco de ter o acordo cancelado.


Informa o jornal Lance que a gestão Mário Bittencourt tem optado por pagar em parcelas para não deixar os funcionários zerados até terem condições de efetuar o pagamento por completo.