Fred e Nenê já jogaram quartas de Libertadores; camisa 9 chegou nesta etapa duas vezes com o Fluminense (Foto: Lucas Merçon - FFC)

Por mais que a atuação do Fluminense na vitória de 1 a 0 sobre o Cerro Porteño, na última terça-feira, no Maracanã, não tenha agradado em cheio a torcida, Fred foi em outra direção. Depois do jogo, destacou o domínio tricolor na soma dos 180 minutos das oitavas de final da Libertadores.

O Flu eliminou os paraguaios com 3 a 0 no agregado e, segundo o atacante, autor do gol na partida de volta em cobrança de pênalti, poderia ter sido mais. De olho na sequência, acredita em crescimento do time.

— A gente tem de aprender com os nossos erros e ver o que precisa melhorar. Mas se analisarmos os dois jogos, a gente foi muito superior, principalmente lá (no Paraguai), impondo nosso ritmo, sabendo que jogar fora de casa contra o Cerro não é fácil. Então a análise tem de ser em cima dos 180 minutos, em que ganhamos de 3 a 0. E era para ter sido mais. A gente tentou ser um pouco mais equilibrado e sólido, diante da dificuldade que sabíamos que seria o jogo. Agora tenho certeza que o Roger vai nos ajudar a melhorar no que for preciso, até porque na semana que vem o nível vai subir. A gente espera chegar até o final – disse.

Nas quartas de final, o Fluminense terá pela frente o Barcelona de Guayaquil. Os jogos serão nas próximas duas quintas-feiras. A ida acontecerá no Maracanã e a volta, no Equador.