A “cera” de alguns jogadores do Palmeiras no último domingo irritou os atletas do Fluminense, como o volante Cícero. O goleiro alviverde, Jaílson, resolveu ironizar e tratou das reclamações como choro de perdedor.

– Quando um time perde, sabemos que vão chorar e tentar colocar a culpa no árbitro. Procuro fazer meu trabalho dentro de campo e ficar apenas nisso – disse Jailson.

Após o apito final, Tchê Tchê e Cícero se estranharam e precisaram ser separados pelos companheiros.