O Fluminense contratou a Ernst & Young, uma das “big four” do mundo corporativo. A empresa prestará consultoria ao clube para encontrar uma solução para seus problemas financeiros. O dinheiro, porém, não sairá do combalido cofre tricolor, mas um grupo de torcedores, entre eles, o presidente Pedro Abad.

O custo será de R$ 420 mil e será bancada por membros de grupos políticos que apoiaram o atual mandatário na eleição de novembro passado. Outros tricolores sem ligações com grupos políticos também participam.

O serviço envolverá o mapeamento de todos os processos que ocorrem no Fluminense (desde, por exemplo, a aquisição de bolas até vendas de espaços publicitários) para, em seguida, apontar a forma mais profissional de realizá-los. O objetivo é otimizar as operações e, principalmente, enxugar todos os custos evitando gastos desnecessários. A Ernst & Young tem até 120 dias para entregar um relatório.

Procurado, o Fluminense não quis comentar o assunto e afirmou que, em breve, irá emitir um comunicado para explicar tudo ao público.