(Foto: Ricardo Ayres - Photocamera)

Personagem principal na última vez em que o Fluminense enfrentou o Cerro Porteño (PAR) por uma competição continental, o zagueiro Gum, em entrevista ao Jornal “O Dia”, comentou sobre o favoritismo tricolor no duelo pelas oitavas de final da Libertadores, marcado para os dias 13 e 20 de julho, e garantiu que estará na torcida.

– É um pouco favorito, mas não quer dizer que o confronto irá ser fácil. Tem que tomar cuidado que eles são perigosos… não vai ser fácil. O futebol é uma caixinha de surpresa, porém estamos na torcida para a classificação do Tricolor – disse o ex-defensor.

Para aqueles que não se lembram, na semifinal da Sul-Americana de 2009, o Flu eliminou o Cerro com uma virada nos acréscimos. Após ter vencido na ida, fora de casa, por 1 a 0, o Tricolor perdia no Maracanã e Gum, aos 47, e Alan, aos 49, deram a vaga ao Tricolor. O episódio marcou o início do apelido “Gum, Guerreiro”, que estava sangrando e com a cabeça enfaixada. Posteriormente, o apelido se estendeu para o clube, que virou “Time de Guerreiros”.