Foto: Nelson Perez - FFC

Antes mesmo de o projeto Flu-Europa vingar, Gustavo Scarpa quase esteve envolvido numa negociação com o Mypa, da Finlândia. Depois de um evento no Catar, Marcelo Teixeira, em 2013, foi ao clube escandinavo para conhecer sua estrutura e na, sequência, convidou Marco Manso, atual diretor esportivo da filial tricolor, para dar uma palestra, em Xerém. Onde a ideia de emprestar Scarpa ganhou corpo.

Marco era diretor executivo do Mypa e na palestra emocionou os jogadores do sub-20 tricolor. O lateral-esquerdo Léo Pelé, emprestado ao Londrina, chorou. Scarpa adorou a palestra e Teixeira conversou sobre a possibilidade de emprestá-lo ao Mypa em 2014 para iniciar o projeto internacional do Fluminense. O atual camisa 10 se empolgou.

Entretanto, houve mudança no planejamento, e “Chutavinho” acabou emprestado ao RB Brasil-SP.