(Foto: Mailson Santana/FFC)

Fevereiro ainda não terminou, mas o Fluminense já obteve importantes resultados financeiros. Primeiramente, a vitória na Justiça, que resgatou 15% das verbas de transferências retidas em função do bloqueio feito pela Procuradoria Geral da Fazenda Nacional. Depois, pela classificação à terceira fase. O montante foi de cerca de R$ 30,9 milhões.

Wendel foi vendido para o Sporting Lisboa (POR) por, aproximadamente, R$ 29,1 milhões. Como 15% ficou retido, o Tricolor teve direito a R$ 24,3 milhões. Grande parte foi utilizada para quitar salários atrasados.


Da mesma maneira, o clube abocanhou cerca de R$ 3 milhões, já descontando os 15%, referentes à primeira parcela da transferência de Henrique Dourado para o Flamengo. O rival pagará a segunda prestação, no valor de R$ 4 milhões, em setembro.

Por fim, com a classificação para a terceira fase da Copa do Brasil, o Fluminense garantiu a premiação de R$ 3,6 milhões: R$ 1 milhão na primeira fase, R$ 1,2 milhão na segunda e R$ 1,4 milhão na terceira fase.

A expectativa da torcida tricolor é de que uma fatia seja utilizada para a contratação de jogadores que possam entrar de vez no time titular. É sabido que a diretoria está no mercado à procura de um zagueiro, um meia e um centroavante.