Justiça Comum: Advogado crê que Lusa não pode ser punida

Justiça Comum: Advogado crê que Lusa não pode ser punida

hevertonNovela sem fim. O caso envolvendo a escalação irregular do meia Héverton, da Portuguesa, na última rodada Brasileirão de 2013 vai realmente parar na Justiça Comum. Sem temer punições da Fifa ou da CBF, o vice-presidente do departamento jurídico da Portuguesa, Orlando Cordeiro de Barros, confirmou que o time paulista irá até as últimas consequências, apoiado fno artigo 5º da Constituição Federal que assegura o direito de qualquer cidadão brasileiro ou estrangeiro recorrer à Justiça.

– Esse é um princípio constitucional, um direito consagrado. A Portuguesa não pode ser punida, não há meio para isso. Não é um direito só do clube, mas também de todos os brasileiros – salientou.


Sem comentários