Dos ex-santistas no Fluminense, Ganso é certamente o que deixou maior saudade no adversário (Foto: Mailson Santana/FFC)

Uma das leis mais temidas no futebol é a famosa “lei do ex”. E esta pode se fazer presente no duelo entre Santos e Fluminense, na noite desta quarta-feira, na Vila Belmiro, pela 36ª e antepenúltima rodada do Campeonato Brasileiro. Tanto o Tricolor conta com jogadores com passagens pelo Peixe quanto o contrário.

Do lado do Santos, o único ex-tricolor à disposição do técnico Marcelo Fernandes será Dodi. O volante passou pelo Fluminense entre 2018 e 2020 com 74 partidas e dois gols. A lista poderia contar ainda com Nonato, que estará fora por suspensão.

Dodi passou pelo Fluminense entre 2018 e 2020 (Foto: Lucas Merçon – FFC)

Também volante, Nonato defendeu o Fluminense entre 2021 e 2022, com 55 partidas, quatro gols, cinco assistências e o título estadual no ano passado.

Já a lista de ex-santistas à disposição de Fernando Diniz é maior. São três no total. David Braz, Giovanni e Ganso atuaram pelo Santos.

O zagueiro teve importantes passagens pelo Santos, com o título da Recopa Sul-Americana em 2012 e o bicampeonato paulista em 2015 e 2016. Giovanni, por sua vez, foi cria da base santista, mas saiu ainda jovem para o Ajax (HOL).

Por fim, quem mais deixou saudades por lá foi Ganso. O camisa 10 do Fluminense tem um total de 162 jogos e 36 gols pelo Santos entre 2008 e 2012. A serviço do Peixe, foi tricampeão paulista (2010, 2011 e 2012), campeão da Copa do Brasil (2010), da Libertadores (2011) e Recopa Sul-Americana (2012).

Ganso chegou ao Fluminense em 2019 e, desde então, tem 212 jogos, 22 gols, 24 assistências, é bicampeão carioca (2022 e 2023) e campeão da Libertadores (2023). Já tem pelo menos mais uma decisão para fazer com a camisa tricolor, pois disputará a Recopa Sul-Americana no ano que vem diante da LDU (EQU) (campeã da Sul-Americana).

A lista de ex-santistas no Fluminense poderia até ser maior se Jorge estivesse à disposição. O lateral-esquerdo teve passagem pela Vila e está no Tricolor emprestado até o fim do ano pelo Palmeiras, mas sofreu grave lesão no joelho direito ainda no início da temporada, passou por cirurgia e não atua desde então.