Maracanã é, oficialmente, da Obebrecht e associados

Maracanã é, oficialmente, da Obebrecht e associados

Maracanã será a casa de, pelo menos, dois grandes do Rio

O Governo do Estado do Rio de Janeiro assinou na última terça-feira o contrato de concessão do Maracanã com o Consórcio Maracanã S.A. As empresas IMX, do bilionário Eike Baptsita, Odebrecht e AEG, são, oficialmente, as novas gestoras do estádio mais conhecido do futebol brasileiro.

No Diário Oficial, aparece o valor do investimento inicial do Consórcio, de R$ 594 milhões e o valor de outorga anual – espécie de aluguel pago ao poder público – de R$ 5,5 milhões, corrigidos pela IPCA, que será paga em 34 parcelas. O contrato de concessão para gestão do Maracanã é de 35 anos.

Assim, o Consórcio Maracanã S.A terá 90 dias para apresentar ao governo o contrato de uso do estádio com dois grandes clubes do Rio por 35 anos, conforme consta no edital, sob pena de perder a licitação.