“Maracanã não suportará apenas jogos do Fluminense”, analisa comentarista

Apolinho diz que Fla assinou atestado de óbito do "Maior do Mundo"

(Foto: Lucas Merçon/FFC)

O Flamengo assinou nesta semana a opção de compra de um terreno na Avenida Brasil, entre Benfica e Manguinhos, na Zona Norte do Rio, para a construção de seu estádio próprio, com capacidade para 50 mil pessoas. Na opinião de Washington Rodrigues, o Apolinho, comentarista da Rádio Tupi, o Maracanã vai se tornar um Coliseu. Ele não acredita que o Fluminense teria condições de assumir o estádio sozinho.

– Na hora que ele assinar e o terreno passar a ser do Flamengo, nesse momento ele assina o atestado de óbito do Maracanã. O Maracanã vai passar a ser o nosso Coliseu. Acaba por quê? O Vasco tem o estádio dele, que é excelente. O Fluminense seria o único a utilizar porque o Botafogo tem o estádio dele, e o Flamengo terá o dele. Quem vai jogar lá? Vai jogar o Fluminense quando tiver mando de campo? Não suporta, o Maracanã não suporta – disse Apolinho, em participação no programa Redação Sportv.

Em podcast publicado na tarde de quinta-feira, o blogueiro do NETFLU Marcos Caetano diz que o momento é de o Fluminense lutar para gerir o Maracanã. Clique aqui e ouça as opiniões do jornalista.