(Foto: FFC)

Em entrevista ao podcast “Mundo GV”, do ex-goleiro Getúlio Vargas, Mário Bittencourt abordou diversos assuntos e, entre eles, a realidade financeira do Fluminense. Ele, inclusive, revelou um prejuízo milionário após a venda de Luiz Henrique ao Betis (ESP).

Por conta da guerra da Ucrânia (invadida pela Rússia), a variação cambial e queda do dólar fizeram o clube perder importantes valores. Nesta temporada, a intenção é manter o elenco até o fim do ano.


— Possivelmente teremos que fazer uma ou duas vendas para em 2024 repor as peças que a gente perder e manter o grande time que temos. 40% a 45% do faturamento do clube vem de venda de jogadores, portanto é muito importante para continuarmos nesse trabalho de recuperação financeira que fazemos há quatro anos. Esse ano conseguimos algumas alternativas, aumento de patrocinadores… Então a ideia é não vender ninguém, a não ser que aconteça alguma reviravolta. Vou dar um exemplo: quando a gente vende um jogador é em euro ou em dólar. Nós vendemos o Luiz Henrique em euro e logo em seguida estourou a guerra da Ucrânia. Só da desvalorização do câmbio da hora da venda para a hora do pagamento a gente perdeu em torno de R$ 12 a R$ 13 milhões. Por isso que digo que em condições normais de temperatura e pressão, vamos levar até o final do ano com o elenco completo, a não ser que aconteça algo fora do nosso voo de cruzeiro que a gente vem fazendo – disse.