Michael não culpa más companhias por decisões ruins

Michael não culpa más companhias por decisões ruins

Michael ganhou nova chance no Estoril (Foto: Photocamera)
Michael ganhou nova chance no Estoril (Foto: Photocamera)

Após um período turbulento, Michael tem mais uma chance no futebol. O atacante que já foi pego em exame antidoping pelo uso de cocaína e chegou a pedir a rescisão de contrato com o Fluminense alegando não ter mais cabeça para jogar, voltou atrás e foi emprestado ao Estoril, de Portugal. Realista, não culpa más companhias por suas decisões equivocadas. O centroavante afirma ser responsável pelos seus atos.

– Não é para culpar as pessoas. Cheguei no Rio com 18 anos. O cara que tem 18 sabe que o faz para o bem e para o mal, consegue distinguir. De repente eu conheci algumas pessoas erradas, mas eu conheci muitas pessoas melhores do que elas. De repente você não tem mais cabeça para conseguir jogar e as coisas começam a dar errado. E com a cabeça totalmente diferente desanima um pouco, não consigo mais fazer as coisas, acho que estou atrapalhando e prefiro desistir – explicou.


Sem comentários