Parecia que não iria sair a vitória do Fluminense. Mas ela aconteceu. Na noite deste sábado, o Tricolor pressionou o Sport na maioria do tempo, mas empilhou chances perdidas e só foi arrancar o triunfo de 1 a 0 no último lance da partida no Maracanã. David Braz, de cabeça, completou cruzamento de Marlon para manter vivo o sonho de um retorno à Libertadores no ano que vem. Ao término da 30ª rodada, o time das Laranjeiras seguirá no G8 do Brasileirão.

Desde o início, o Fluminense encontrou muita dificuldade para furar o bloqueio do Sport. Rodava muito a bola e até finalizava, sem, no entanto, acertar o alvo. Quando Fred encontrou o caminho do barbante, Samuel Xavier, autor da assistência, havia recebido impedido.

A equipe tricolor até tentou chegar na base das tabelas. Fred saía bastante da área e buscava o entendimento com John Kennedy. Os laterais também se apresentavam. Luiz Henrique, porém, destoava.

Já o Sport se fechava e saía quando encontrava algum espaço para contra-atacar. Na melhor espetada dessas, sorte que a bola caiu no pé do enrolado Santiago Tréllez, dando a oportunidade para Martinelli recuperar e impedir lance perigoso.

No intervalo, Marcão trocou Arias por Cazares e mudou a cara do time. O Flu passou a ter um homem no meio de campo capaz de raciocinar e articular jogadas. Logo de cara, descolou bom passe para Luiz Henrique chutar por cima. Depois, também iniciou lance que terminou com John Kennedy finalizando nas mãos do goleiro Mailson.

Melhor em campo, o Fluminense seguiu criando. E sempre com o equatoriano. Deu um bolão para Luiz Henrique carimbar a trave. Ah, Marcão… Se escalasse certo, com um pensador no meio de campo, sua equipe não ficaria reduzida a 45 minutos de futebol.

Já no finzinho, quando a torcida já havia praticamente jogado a toalha e, com razão, gritava “time sem vergonha”, veio o gol salvador de um jogador que há tempos vem fazendo por merecer. Marlon cruzou e David Braz acertou uma linda cabeçada no cantinho. Uma vitória para manter o Flu vivo na luta pela Libertadores.

O Fluminense jogou com: Marcos Felipe, Samuel Xavier, Nino, David Braz e Marlon; André, Martinelli (Yago, 29′ do 2ºT) e Jhon Arias (Cazares, intervalo); Luiz Henrique (Lucca, 33′ do 2ºT), John Kennedy (Abel Hernández, 33′ do 2ºT) e Fred (Caio Paulista, 15′ do 2ºT).