Nau tricolor levou tiro no casco, metaforiza dirigente

Nau tricolor levou tiro no casco, metaforiza dirigente

Dirigente afirmou que navio tricolor levou tiro frontal no casco

A situação financeira pela qual passa o Fluminense preocupa a diretoria tricolor. Tanto que o superintendente geral do clube comparou o momento do clube, convivendo com penhoras, com a de um navio prestes a afundar.

– É como se estivéssemos num navio e tomássemos um tiro no casco. E esse tiro agora foi abaixo da linha da água. Você pode acertar um navio acima da linha que não ia entrar água. Esse tiro foi frontal. Temos que resolver isso e pode dar diferença nas contas no fim do ano – comentou.