Comemora-se neste 14 de junho o Dia Mundial do Doador de Sangue. O Hemorio pede que a população se mobilize e compareça ao hemocentro para praticar o ato de solidariedade.  Atualmente, o órgão da Secretaria de Estado de Saúde recebe, em média, 200 candidatos à doação e coleta 150 bolsas de sangue diariamente. De acordo com o Hemorio, o número ideal para manter os estoques em bom nível é de 300 bolsas de sangue.

Nesta quarta-feira, o salão de doadores vai receber decoração especial e os candidatos serão recebidos com festa pelos funcionários. Na parte da manhã, está programada uma apresentação com os palhaços da trupe Doktor Klovn.

Além de receber os doadores em sua sede, no Centro do Rio, o Hemorio leva a sua equipe de coleta de sangue para o Hospital Municipal Albert Schweitzer, em Realengo. A ação no local acontece das 10h às 15h, com limite de 120 cadastros para doadores de sangue. A unidade fica na R. Nilópolis, 329.

Para ser um doador, é preciso ter entre 16 e 69 anos, pesar mais de 50 kg, estar bem de saúde e portar um documento de identidade oficial com foto. Jovens com 16 e 17 anos só podem doar sangue com autorização dos pais ou responsáveis legais (o modelo da autorização pode ser obtido no site do Hemorio. Não é necessário estar em jejum, apenas deve-se evitar alimentos gordurosos nas quatro horas que antecedem a doação e bebidas alcoólicas 12 horas antes.

A unidade do Hemorio funciona todos os dias, das 7h às 18h, incluindo sábados, domingos e feriados, na Rua Frei Caneca, 08, no centro do Rio. Para mais informações, o voluntário deve ligar para o Disque Sangue (0800 282 0708), que esclarece dúvidas e informa o endereço das outras 25 unidades de coleta distribuídas pelo estado.