Dia da Consciência Negra é celebrado nesta segunda (Foto: Marina Garcia - FFC)

Neste dia 20 de novembro, quando é comemorado o Dia da Consciência Negra, o Fluminense está lançando uma camisa em homenagem a Chico Guanabara. A peça é produzida em parceria coma Liga Retrô.

A camisa foi idealizada pelo historiador Leandro Carvalho e desenhada pelo artista plástico Marcelo Ment. Nas lojas oficiais do clube já estará disponível a partir de terça-feira.


— É um privilégio para o Fluminense ter tanto material do começo do século XX, no pós-abolição recente, narrando a existência desse místico personagem. Chico foi o cara que modificou o modo de torcer da época. Ele era um exímio capoeirista e portador de uma impactante voz adquirida nas rodas com a sua malta. A sua forma de torcer destoava do tradicional estilo da elite que frequentava os estádios e torcia os lenços nos momentos de emoção. Essa vibração foi forjada na variação corporal de defesa e ataque oriundo do continente africano e aperfeiçoada no Brasil, modificando progressivamente as arquibancadas do país. Se o futebol veio da Inglaterra, as arquibancadas vieram de África – falou ao site oficial do Fluminense Leandro Carvalho, um dos diretores da série “Herdeiros de Chico Guanabara”. Veja abaixo as imagens da camisa:

* Fotos de Marina Garcia – FFC