Pai de Gerson conta como o filho absorveu as críticas em 2015

Pai de Gerson conta como o filho absorveu as críticas em 2015

Marcão valoriza ida de Gerson para a Roma, da Itália (Foto: Bruno Haddad - FFC)
Marcão valoriza ida de Gerson para a Roma, da Itália (Foto: Bruno Haddad – FFC)

Considerado uma joia rara, Gerson não conseguiu provar seu talento entre os profissionais do Fluminense. Mesmo assim, as atuações na base, tanto pelo Flu como na seleção brasileira renderam ao atleta fama internacional. Tanto que o jogador foi negociado por 16 milhões de euros, embora jamais tenha sido unanimidade. O pai dele, Marcão, contou, em entrevista exclusiva ao NETFLU, como o filho lidava com as críticas.

– Não sou só pai, sou empresário. A torcida é muito apaixonante. Então, em momento algum eu critiquei a torcida quando ela cobrava. Quando saia de um jogo e a torcida vaiava ou aplaudia, a gente entendia como aprendizado. A gente está indo para um clube de ponta na Europa e não vai ser diferente. Vai ser um desafio, porque a gente chegou num lugar onde muitos queriam chegar. Só temos um ano de profissional e foi bem bacana tudo o que aconteceu. Não temos mágoa nenhuma. Pelo contrário, temos carinho grande pelo Flu. Quando ele fizer três, quatro bons jogos, tenho certeza que os torcedores do Flu vão falar bem. De onde a gente veio, pelo que passamos, isso é café pequeno. A torcida está chateada porque a gente vendeu o Gerson. A única opção de melhoria do Flu seria a venda do Gerson. O presidente passa um super sufoco com essa situação, de ter que correr atrás de finanças, grana. A venda do Gerson foi a saída dessas situações. A torcida fica triste porque ele oscilou, mas é porque sabe do potencial dele. A gente não fica triste por ele estar indo bem jovem para a Europa. Vai aprender muita coisa lá. Daqui a pouco a torcida vai estar aplaudindo.


Sem comentários