Vice de projetos especiais, Pedro Antônio é quem toca os trabalhos para o CT (Foto: Bruno Haddad - FFC)
Vice de projetos especiais, Pedro Antônio é quem toca os trabalhos para o CT (Foto: Bruno Haddad – FFC)

Paulo Brito

 

Obras a todo o vapor e muita expectativa. Ao que tudo indica, o Fluminense realmente terá os campos de seu centro de treinamentos terminados na próxima temporada. Capitaneando o CT, o vice-presidente de projetos especiais, Pedro Antônio, conta com a ajuda não só de empresas e parceiros, como também do poder público. Em relato exclusivo ao NETFLU, ele fez questão de destacar a importância do município e do estado no que tange a construção de uma dos maiores sonhos da cúpula tricolor.

– A gente está sendo muito bem recebido pelos órgãos públicos. Estão sendo muito rápidos em avaliar os projetos. É importante numa obra como essa você não ficar nas amarras do estado. Não é uma ajuda especial ao Fluminense, mas é importante reforçar a eficiência do servidor público da cidade e do estado do Rio. Estamos numa fase agora que vamos tirando licença de muitas coisas. Agilidade é fundamental – contou.

Vale lembrar que, assim que terminadas as obras da fase inicial, o CT deve ser entregue à Prefeitura, que utilizará as instalações nas Olimpíadas de 2016.


Sem comentários