Numa noite de pouquíssima inspiração, o Fluminense foi dominado pelo Flamengo e perdeu a segunda consecutiva (no meio da semana caiu diante do Athletico-PR) no Maracanã. O 2 a 0 para o rival recolocou o Tricolor bem perto da zona de rebaixamento do Campeonato Brasileiro. Bruno Henrique e Gerson fizeram os gols.

O Fluminense começou o jogo de maneira muito dispersa. O Flamengo, veloz do meio para a frente, aproveitou e armou uma verdadeira blitz para cima do Tricolor. Logo de cara, Yony afastou mal uma bola e Gabriel Barbosa obrigou Muriel a fazer linda defesa. Na cobrança rápida de escanteio, porém, Bruno Henrique subiu mais alto que Gilberto e cabeceou sem chances: 1 a 0 com três minutos.

A superioridade do rival nos minutos iniciais foi gritante. A defesa do Flu cedia muitos espaços e, não fosse Muriel, poderiam ter resolvido a vida até rapidamente. O goleiro salvou em finalizações de Gabigol, Everton Ribeiro e de Rodrigo Caio.

Nas subidas ao ataque, o Fluminense até levava perigo. Diego Alves também precisou fazer duas boas intervenções em chutes de Wellington Nem, o melhor entre os atacantes tricolores. Outra boa opção era Caio Henrique pela esquerda. De seus pés, já no fim da primeira etapa, saiu um cruzamento preciso para Yony, de voleio, quase empatar.

O panorama mudou pouco no segundo tempo. Apesar de não manter a intensidade do primeiro, o Flamengo continuou melhor. O Flu ia esporadicamente ao ataque. O Fla, quando chegou, matou. Ao aproveitar mais uma saída errada da defesa tricolor, Gerson ficou livre para ampliar a vantagem. Uma lástima.

Sem poder de reação, era querer demais esperar que o Fluminense fizesse algo de positivo depois do adversário aumentar a diferença. E, de fato, não fez. No próximo sábado tem jogo de seis pontos contra a Chapecoense, novamente no Maracanã. Ameaçado, o Tricolor passa a ter uma verdadeira decisão pela frente em casa.

O Fluminense jogou com: Muriel, Gilberto, Nino, Frazan e Caio Henrique; Allan, Daniel e Ganso (Lucão, 26 do 2ºT); Wellington Nem (João Pedro, 35 do 2ºT), Nenê (Yuri, 28 do 2ºT) e Yony González.